Saiu o sorteio do Mundial sub-17

Mundial Sub-17: Brasil divide grupo com Canadá, Nova Zelândia e Angola
Brasil estréia no dia 26 em Brasilia-DF

A Seleção Brasileira Sub-17 conheceu os seus adversários na fase de grupos da Copa do Mundo Sub-17 na manhã desta quinta-feira (11). Em sorteio realizado em Zurique, na Suíça, ficou definido que o Brasil, país sede, enfrentará o Canadá, Nova Zelândia e Angola na primeira etapa. A competição será realizada entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro.

O brasileiro Sonny Anderson (foto acima), ex-Barcelona, Lyon e Mônaco, foi um dos convidados especiais do sorteio. O ex-jogador foi uma das revelações do Brasil no Mundial Sub-16 realizado no Canadá, em 1987. 

Agenda da Seleção Brasileira na primeira fase:

Brasil x Canadá – 26 de outubro (sábado), Bezerrão, Brasília

Brasil x Nova Zelândia – 29 de outubro (terça-feira), Bezerrão, Brasília

Brasil x Angola – 1º de novembro (sexta-feira), Estádio Olímpico, Goiânia 

Confira como ficaram definidos os grupos da Copa do Mundo Sub-17:

GRUPO AGRUPO BGRUPO CGRUPO DGRUPO EGRUPO F
BRASILNigériaCoreia Estados UnidosEspanhaIlhas Salomão
CanadáHungriaHaitiSenegalArgentinaItália
Nova ZelândiaEquadorFrançaJapãoTajiquistãoParaguai
AngolaAustráliaChileHolandaCamarõesMéxico

O Mundial Sub-17 conta com 24 participantes divididos em seis grupos de quatro equipes. Classificam-se para as oitavas de final da competição os dois melhores colocados de cada chave, além dos quatro melhores terceiros lugares. 

Nesta quarta-feira, a FIFA divulgou os a logomarca da Copa do Mundo Sub-17 e também as quatro sedes que receberão jogos da competição: Estádio Bezerrão, em Gama (DF), Estádio Olímpico e o Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO), e o Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES). A definição das cidades-sede está alinhada com o compromisso do COL e do organismo que dirige o futebol mundial de levar a emoção de Mundial FIFA a lugares que nunca haviam recebido um evento da entidade.

Fonte: Créditos: Getty Images / Fifa.com / cbf

Veja mais Seleção Masculina Sub-17 Copa do Mundo Sub-17

Brasil fica com o título da Copa América

Seleção posando para foto oficial momentos antes da final da Copa América contra o Peru
Grande final foi decidida no Maracanã

A seleção brasileira conquistou mais uma vez a Copa América. Jogando no Maracanã, o Brasil ficou com o título ao derrotar a seleção Peruana pelo placar de 3 x 1.

Everton cebolinha, Gabriel Jesus e Richarlisson marcaram os gols do Brasil, Paolo Guerreiro fez o gol dos Peruanos. Nossa seleção sofreu apenas um gol na competição e além da defesa menos vazada, Alisson foi eleito o melhor goleiro da Copa América e Daniel Alves levantou o troféu, seu quadragésimo título da vitoriosa carreira.

Fluminense contrata goleiro Muriel

Goleiro estava jogando em Portugal

Perto de voltar aos gramados após a pausa para a Copa América, o Fluminense apresentou uma novidade após o treino desta terça-feira. Trata-se do goleiro Muriel, novo reforço do Tricolor, que concedeu entrevista coletiva no CT. O jogador recebeu a camisa 27 e se disse honrado em vestir as três cores que traduzem tradição.

– É uma honra poder vestir essa camisa. Quando terminou a temporada em Portugal vim de férias para o Brasil. Não estava pronto para ficar. Meu empresário estava conversando com muitos times. Surgiu essa oportunidade e não pensei duas vezes. O que acabou pesando para eu vir para cá foi a grandeza do Fluminense e a excelente estrutura que o clube oferece. Isso só mostra a força do Fluminense – elogiou o goleiro.

Na última temporada europeia, Muriel brilhou vestindo a camisa do Belenenses, de Portugal. No Campeonato Português, foi eleito o melhor goleiro do mês de dezembro e teve grandes atuações. Porém, a competição se encerrou em maio e desde então o novo arqueiro tricolor estava de férias. Apesar disso, ele disse que tem se preparado nas últimas semanas e se colocou à disposição do técnico Fernando Diniz.

– O Campeonato Português acabou em maio. Desde então fiz alguns treinamentos em casa e na última semana me preparei no Novo Hamburgo. Sempre queremos jogar, mas quem vai definir isso é o Diniz. Me coloco à disposição. Essa semana vai ser importante para a adaptação, mas estou disponível para ajudar ao Fluminense – afirmou.

Uma das principais características do Fluminense em 2019 é a troca de passes. No sistema do técnico Fernando Diniz, todos os jogadores participam do jogo, que começa a ser construído a partir do goleiro, que, para isso, precisa ter capacidade de jogar bem com os pés. Recém-chegado, Muriel disse não ter problema em atuar desta maneira.

– Sobre o Diniz, é um trabalho que eu admiro muito. Nunca trabalhei com ele, mas jogamos contra, eu no Bahia, ele no Oeste. O jogo com os pés foi algo que evoluí bastante em Portugal. É importante termos um padrão de jogo, fica fácil para todo mundo consegue se adaptar. 

O Fluminense segue a preparação para o retorno aos gramados após a pausa para a Copa América. O grupo treina novamente na manhã desta quarta-feira. Neste retorno aos gramados, o Tricolor terá cinco jogos no Maracanã e você pode garantir seu lugar em todas essas partidas por R$ 150! Entre no site https://fluminensefc.futebolcard.com/ e garanta seu pacote!

Confira outras respostas do goleiro Muriel:

Amizade com Agenor
O Agenor é um grande amigo. Trabalhamos juntos muitos anos na base e no profissional do Inter. Levamos com naturalidade a disputa por posição. Ainda mais sendo goleiros. Estamos sempre juntos, treinamos juntos. O Agenor me recebeu, me deu todo o suporte. É um grande goleiro. Vim para acrescentar, cada um crescer nos treinos, um elevar o nível do outro para que o Fluminense venha a vencer.

Pontos fortes
Não gosto muito de falar de mim. Se for pra destacar alguma coisa, diria que meus pontos fortes são agilidade, reflexo e força.

Experiência na Europa
Jogando na Europa você trabalha com jogadores e treinadores com culturas diferentes. Isso acrescentou muito na minha vida. Foram 17 anos no Inter, às vezes que saí foi por empréstimo. No Belenenses, foi a primeira vez que me desliguei disso. Passei duas temporadas em Portugal. Agora, acho que vim para o clube certo. Vou dar meu máximo para colocar o meu nome na história do Fluminense.

Fonte: www.fluminense.com.br / Texto: Comunicação/FFC

Fotos: Lucas Merçon/FFC

Final do Mundial de futebol feminino será entre Holanda x EUA

Resultado de imagem para final copa do mundo feminina Holanda x EUA
Decisão acontecerá no próximo domingo

O título da Copa do Mundo de futebol feminino será decidido neste domingo (07) a partir das 12 horas, (horário de Brasilia).

Após vencer a Suécia por 1 x 0 na prorrogação, a Holanda se classificou para a final e vai enfrentar as americanas que venceram a Inglaterra na terça-feira (2).

Confira a trajetória e escalação das seleções finalistas:

EUA

A equipe norte-americana foi líder do Grupo F com nove pontos, 18 gols marcados e nenhum sofrido. Na fase final, eliminou a Espanha, nas oitavas, França, nas quartas, e Inglaterra na semifinal, sempre vencendo por 2 a 1.

Escalação dos EUA: Naeher, O’Hara, Dahlkemper, Sauerbrunn e Dunn; Lavelle, Ertz e Mewis; Heath, Morgan e Rapinoe

HOLANDA

Assim como os EUA, as holandesas também chegam com 100% de aproveitamento. Líderes do Grupo E, com nove pontos, eliminaram o Japão nas oitavas de final por 2 a 1, enquanto nas quartas superaram a Itália por 2 a 0. Já na semi, venceram a Suécia por 1 a 0 na prorrogação, após empatar sem gols no tempo normal.

Escalação da Holanda: Sari van Veenendaal; van Lunterer; van der Gragt; Bloodworth, van Dongen; Spitse, van Groenen, van de Donk; van de Sanden, Martens e Miedema.

Ele me deu um dom, quero usá-lo para fazer o bem

Alisson
Goleiro do Liverpool e da Seleção fala sobre dom que Deus lhe deu

Titular da seleção brasileira e campeão da Champions League com o Liverpool, goleiro Alisson manifesta desejo de ser espelho para crianças e jovens.

No último mês de maio, Alisson e sua esposa, a médica Natália Becker, foram escolhidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para serem embaixadores da boa vontade. O objetivo é ajudar a promover hábitos saudáveis e usar o futebol como espaço para divulgar essa mensagem:

“Quero trazer o que tenho do futebol. Nós somos espelhos das crianças, dos jovens. A gente fala muito em ídolos. Eu sempre procurei referências na minha infância, e os jovens também procuram. Isso é o mais importante: usar o que Deus nos dá para fazer o bem. E ele me deu o dom de jogar futebol. Acredito que não é só para jogar futebol, mas que foi por um propósito. Estou em busca dele ainda, mas já encontrando alguns caminhos”, declarou o goleiro em entrevista ao site da CBF.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF